Pensamentos, idéias, histórias... Nathalhices!

Minhas aventuras pela Terra Santa!

sábado, janeiro 13, 2007

Muitos gatos!!!

Tá, muito tempo, blá blá... Vamos ao que interessa.

Antes de tudo, quero pedir a opinião dos meus queridos amigos sobre a seguinte questão:
Eu moro no térreo do meu prédio. A rua que faz esquina com a minha é uma ladeira (como toda a cidade é, cheia de ladeiras) e acaba que uma das minhas janelas do quarto é no nível da calçada.

Deu pra entender? Tipo, da minha janela eu veria os pés das pessoas que passam na rua. Isso se não tivesse um jardim muito mal cuidado em volta. O problema é que nesse jardim, que fica na minha janela, mora uma família de gatos.

Do jeito que no Brasil tem cachorro vira-lata, aqui tem mil vezes mais gatos-assustadores. Eles miam, brigam, se multiplicam... Tudo na minha janela. Já me acostumei a acordar com um mesmo miau todo santo dia.

Mas meus dias de paciência acabaram. Minhas cada vez mais raras horas de sono não vão ser mais interrompidas pelos malditos felinos. Decidi então que eu ia colocar um veneninho em volta da minha janela.

Por acaso, contei pro Ricardo do meu plano. Na hora ele me vetou. "Coitados, são animais, blá, blá, blá...." O discurso não me comoveu. Paulinha que não leia isso! Devo estar ficando malvada mesmo.

Então o Ri passou pro plano B, que surtiu muito mais efeito. Me disse que os gatinhos iam morrer na minha janela, e eu ia sentir o cheiro de gato morto e ia ter que tirar eles de lá, ou senão que viriam ratos come-los... Terminou dizendo ainda que eu ia ter muito trabalho, afinal, os gatos tem sete vidas e eu ia sentir puxadas no pé à noite.

Tanto tormento, coloquei a cabeça dos bichanos à prêmio no messenger. Entrei com o nick "Um prêmio pra quem matar os gatos da minha rua, todos!".

Teve quem quisesse levar pra casa, teve quem me perguntasse que tipo de gato era (que inocência dessa pessoinha, se fossem dos gatos que falam eles não passariam as noites do lado de fora do quarto). Até que veio a minha tia com um conselho genial, colocar calmante do lado da janela. Assim eles dormem também e me deixam em paz.
Isso me faria menos malvada, não?
Alguém tem alguma outra sugestão ou não quer mais falar comigo porque eu sou muito cruel?

Dito isso, vamos às rapidinhas:

* Nevou aqui em Jerusa. Finalmente uma vantagem em viver aqui nesta vila. Cancelaram até as aulas, foi lindíssimo. Me meti num restaurante italiano, comi massa e tomei vinho enquanto assistia àquelas coisinhas branquinhas caindo do céu. Olhem aqui que lindo.

* O Sujinho voltou. Não pra Israel, mas pra minha vida. Resolvi ligar pra ele depois de 3 semanas. Ele me contou que terminou o namoro. Voltamos a nos falar todo dia. Eu quero ir pra Londres!!!

* Meu ano novo foi à la Rio de Janeiro. Como durante o ano inteiro eu vou pro Yoshua, nada mais justo do que ir pra lá na noite do dia 31 de janeiro também - especialmente porque as opções em Jerusa são escassas. Para minha surpresa, tinha uma festa bombante. Apesar de ter aula no dia seguinte, deu tempo de beijar à meia noite. Quem? Não, com esse nem vale a pena perder tempo escrevendo. O importante é que na hora foi ótimo. Jerusalem tá ficando pequena demais pra mim!

* Fim de semestre aqui, tô numa correria louca tentando escrever os trabalhos, estudar pras provas, aguentar o trabalho - às vezes de madrugada - na Agência Judaica e ainda ter tempo de cozinhar, arrumar, etc, etc. Não é mole não. Nem eu sei porque vivo rindo.
Mentira, sei sim. "Os felizes não têm pressa"

8 Comments:

Anonymous Mari said...

quem foi esta pessoa inocente que perguntou q tipo de gato? auhauahuahauhauhauhauhauahuahuahau
Bjos!!!!

9:07 PM  
Anonymous Lelê said...

Sua feiosa... coitados dos gatos. Até acho que eles devem irritar, mas matá-los é demais, Nathy! Tenta ligar para alguma SUÍPA Israelense dizendo que você gosta de animais (rs.) e que aí na sua rua vivem maltratando eles. E que, por isso, você quer ajudá-los levando para um abrigo.

Quando li o título achei que eram vários "sujinhos" ao mesmo tempo. hahahaha. Até pensei em enviar uns shampoos e pentes como ajuda humaniária. hehehehe

Mas não os mate. Eu também amo bichos. Vou brigar que nem a Paulinha.

Beijos, Rosh..

Ah, não consegui ver a foto. É a que está n seu flog?

2:31 PM  
Anonymous Gi said...

Nathy! Coitados dos gatinhos, mas coitada de vc também! Como uma boa amiga, te apoio na decisão que vc tomar!! Beijos!!!

10:52 PM  
Anonymous Anônimo said...

Nossa Nat!
Fiquei muito p....com você com a história dos gatos! Pelo amor de Deus!!!!
Fala sério!
Gi

6:11 PM  
Anonymous Anônimo said...

Depois deste comentário dos gatos....quem está pensando em te matar sou eu!
Ninguém merece, Nat!
Fala sério!
Tiram seu sono e vc vai lá e tira a vida deles? Que beleza...


Gi

6:14 PM  
Anonymous Anônimo said...

To rezando por vc e pelo sujinho...o Amor é lindo!!!
Hannah

10:38 PM  
Anonymous Anônimo said...

Nao quero mais falar com voce porque voce e muito cruel :)
Shavua tov doida!!
Beijao!!
Mariana

11:56 AM  
Anonymous Anônimo said...

Que alucinante agora se volto uma KILLER de gatinhos . Vc ja tentou fazer salaminho de gato .Talvez eles que nao soportam mais VC e te fazem saber todos os dias no pè da sua janela a sua opiniao ..jejejejejeje....

Tenta buscar uma soluçao nao uma exterminaçao ... Fofinha lindaaa

Agora nao vou te dizer mais gatinha . Uepaaaaa ( ta dificil )

Nevo na terra santa eim , que espectaculo Nathy . Aqui perto da Suiza vai nevar amanha ....

Bom beijao Nathy

1:08 PM  

Postar um comentário

<< Home