Pensamentos, idéias, histórias... Nathalhices!

Minhas aventuras pela Terra Santa!

segunda-feira, abril 10, 2006

Brasileirices

Ontem eu fui ate Jerusalem fazer a prova de direcao, pra validar minha carteira de motorista. Passei, claro (sou pilota!). Parabens pra mim, de novo! hehehe... Humilde a amiga de vcs! rs
Enfim, fiz a prova e fui correndo pra rodoviaria central de Jerusa. Tinha que comer voando e ir direto pra loja de doces onde eu trabalho, em Pardesya. Mais de uma hora e meia de viagem. Na noite anterior tinha ido a inauguracao de um pub em Tel Aviv, de um amigo de uma amiga. Ou seja, eu tava acabada. Desde cedo tava pensando na hora de colocar meus fones de ouvido e ir sonhando ate o trabalho. No que eu to devorando um sanduiche na plataforma de onde sairia meu onibus, escuto um menino do meu lado falando um portunhol bem conhecido. Ele olha pra minha pulseira do Brasil (presente da Gi que nao sai do meu braco) e eu olho pra ele...` Voce eh brasileiro, ne?`. Sim, era, de Recife. Advogado, queria fazer o mesmo mestrado que eu. Mas desistiu, cansou, eh dificil. Volta pro Brasil no fim do mes.
Nisso o onibus chega. Os israelenses, desesperados, comecam o empurra-empurra (afinal, ng quer viajar em pe). Vem um senhor e nos pergunta, em ingles, pra onde o onibus ia. Respondemos, em ingles tambem. Entro, sento longe do menino e coloco a bolsa do lado do banco, num sinal de que aquilo era o fim do papo. Ele senta mais atras e comenta qq coisa comigo, que ja eh suficiente pro tal senhor falar `Brasileiros, voces???`. Ai ja era. O senhor, paulista, esta fazendo alia pela segunda vez e chegou a menos de uma semana em Israel. Tinha ido ate Jerusa rezar (Quem resiste a uma fezinha no Muro das Lamentacoes?). Eu ja tava percebendo que meu descanso tinha ido pro c(&%$%$@. Mas tive certeza quando chegou o quarto elemento, la do banco de tras: `Reuniao de brasileiros???`. Pronto. Esse eh de Campinas, e veio morar em Israel com toda a familia. Ele nao eh judeu, mas a esposa eh. Dentista, mas aqui trabalha limpando casas. O senhor diz:`Aprendi que nao eh a gente que tem que escolher Israel, Israel eh que tem que nos escolher pra darmos certo aqui`. O papo tava ficando pesado demais e eu nao tava com nenhuma vontade de entrar em crise existencial de novo. Coloquei meu hip hop no ultimo volume e fechei os olhos. Mas claro, nao me desliguei completamente do papo. Dez minutos depois escuto `Ja que a moca carioca esta dormindo, vou te contar o segredo pra manter seu casamento`. O senhor estava dando licoes pro mais jovem. O recifence, mais ou menos da minha idade, tava se divertindo. O papo, claro, terminou no assunto mais querido do Brasil, sexo. Eu nao resisti e me meti. Ai pronto. Os quatro falando alto, rindo. O papo serio tinha acabado de um jeito bem brasileiro. Se o encontro nao tivesse sido dentro da linha 947, de Jerusalem a Haifa, era capaz que tivesse acabado em pizza.
Fiquei imaginando como o povo que tava em volta devia estar revoltado. Eu odeio quando os filipinos, tailandeses e afins ficam berrando entre si naquela lingua que parece so ter vogais. Senti bem o que eles devem sentir! :)
Ponto final, cada um segue sua vida.

1 Comments:

Anonymous Luis Wolf said...

É fácil a prova de direção aí? Teve show de uma cantora chamada Sarit Haddad aqui no Rio. Ela é conhecida em Israel?

11:29 PM  

Postar um comentário

<< Home