Pensamentos, idéias, histórias... Nathalhices!

Minhas aventuras pela Terra Santa!

sexta-feira, março 24, 2006

O Brasil eh aqui!!!


Incrivel ate onde pode ir a admiracao de um povo por outro. Aqui em Israel eh impressionante como o povo brasileiro eh amado. Ate hoje, so conheci um ser humano que detesta brasileiros aqui. Um israelense mau humorado que foi passear e deve ter caido na labia de todo e qualquer malandro. No mais, tudo aqui eh verde e amarelo. A colecao de verao de uma das maiores lojas aqui eh inspirada no Brasil. Roupas iguais as que eu trouxe de casa! Catalogo, claro, feito no Brasil. O making off nao sai da televisao. Em restaurantes e lojas, acontece de eu entrar e reconhecer musicas. E so depois de alguns segundos me tocar que eh portugues mesmo! Havaianas eh artigo de luxo e pode ser vista nos pes dos mais descolados no verao. Os pregos compram a falsificada na rodoviaria. E esses sao so pequenos exemplos.
Ontem voltei ao porto de Tel Aviv, mas dessa vez nao foi pra trabalhar de garconete em evento. Fui com meu irmao irsaelense a uma festa brasileira, carnaval. Vesti a camisa do Brasil que ganhei da Lele, uma sainha preta e um sapato brasileiro e fui. Festa chiquezinha, selecionada, carinha. Bandeiras do nosso pais e do Flamengo (?!) podiam ser vistas em todos os cantos. Mulatas, feijao, coxinha de galinha, arroz. Dvds de musica no telao. Banda ao vivo, bateria de escola de samba (!), dancarinas fantasiadas. De marchinhas de carnaval do tempo da vovo ate o ultimo hit do axe fizeram parte da festa. Coreografias que nem no parracho, sambao que nem o do Salgueirao. Animacao que impressiona, tinha esquecido como sao as festas brasileiras. Por sinal, outra coisa que chamou a atencao foi a quantidade de brasileiros que moram por aqui. Eu achando que conhecia todos... Que nada! Cara de brasileiro, roupa de brasileiro, jeitinho de brasileiro. Banheiro de brasileiras, a mesma coisa! Teve ate um que chegou em mim bem brasileiro. Comecou a dancar comigo, de repente. Quando vi, a mao do engracadinho ja tava descendo. Opa! Para ai, amigo. Dai claro que ele fingiu que nao falava portugues, hehehe. Claro que depois, de longe, o vi falando portugues. E claro que ele se despediu de mim tambem em portugues. Deve ser carioca, o malandro. :)
O Yaron, coitado, nao conhecia muitas musicas, mas as bundas que desfilavam pra ca e pra la o distraiam bem (Nao basta minha familia adotiva me fazer enxergar todos os problemas e paranoias do tamanho de uma formiguinha, eles tambem se preocupam com a minha diversao). Enquanto isso, eu me acabava de dancar. Samba, forro, axe (claro) e ate pagode. Encontrei com dois amigos queridos, Fabio e Breno. Conheci atraves do Breno toda a mafia dos capoeristas daqui. Um bando de israelenses que falam portugues e conhecem de todo tipo de musica. Impressionante mesmo. Nao venham me dizer que eh a mesma coisa, que eu falava antes hebraico. Sou judia, estudei em colegio judaico, tem explicacao. Mas eles?!
O proximo evento eh um carnaval em Eilat, balneario no sul do pais, que ate bebida alcoolica liberada 24h por dia vai ter. Eh mole?

4 Comments:

Anonymous Renata said...

Mas o carnaval aí é um dia aqui e outra acolá (rs)??? Como assim? E cada dia num lugar diferente? Que bom q tem muita coisa brasileira, assim dá pra matar um pouco as saudades, né?
Bjooosss

3:53 AM  
Anonymous Renata said...

Ah!!! Só não entendi uma coisa... Que folheto de salsa é esse aí? Por acaso salsa é do Brasil??? Hehehehe... Ou eles tb acham q a capital brasileira é Buenos Aires... rs
Bjos

3:54 AM  
Anonymous Luis Wolf said...

Caramba, que post maneiro!

2:47 PM  
Anonymous Anônimo said...

Que bom Nathy! Que bom que tem um pouco do calor brasileiro por aí também pra você se divertir! Responde meu email Nathy..... você tá chateada comigo? Poxa Nathy... preciso conversar tanto com vocÊ... Muitos beijos minha amiga, Gi

5:17 AM  

Postar um comentário

<< Home